Para dar água na boca: conheça a história do macarrão

Para dar água na boca: conheça a história do macarrão

O macarrão é um dos alimentos mais acessíveis no mundo que, além de ser barato, o seu modo de preparo é diversificado em cada país. Mas além dos diferentes tipos de molhos que compõem um prato saboroso, o macarrão também foi aprimorado em vários formatos.

Seja composto na lasanha, no tortellini, em formato de espaguete, penne, cavatappi tonnarelli e tantos outros nomes que veio com o passar dos tempos, você realmente acha que o macarrão originou-se na Itália?

Ah, mas tem aqueles que acreditam que o macarrão foi inventado na China. Independente de onde ele surgiu, o que importa é saber preparar, quais combinações ficam excelentes para cada tipo de molho e, por fim, apreciar essa delícia.

Origem

Mas como a curiosidade matou o gato, vamos aprender um pouco sobre a origem do macarrão. É um debate bem antigo, eu sei, que traz inúmeras teorias, inclusive algumas bem exageradas.

Se levarmos em consideração que as massas são uma combinação de farinha, água e às vezes ovos, veremos que elas estão presentes no mundo inteiro há muito tempo, correto?

Para se ter uma ideia, por volta de 2.500 a.C., as civilizações já conheciam um produto cozido à base de cereais e água. Isso é o que traz em textos dos povos assírios e babilônios.

A primeira referência, e mais próxima ao Ocidente, do macarrão cozido está no Talmude de Jerusalém, livro que traz as leis judaicas do Século V a.C., onde é relatado que os antigos hebreus comiam uma espécie de massa chata em cerimônias religiosas. 

Tem a história do italiano Marco Polo, que viajou para a China e trouxe o macarrão de lá. Porém, antes mesmo dele cogitar o nome macarrão, essa delícia já havia sido descrita em 1154 pelo geógrafo árabe Idrisi como sendo uma iguaria comum na Sicília.

Não podemos esquecer do soldado genovês Ponzio Bastione, que também aparece nas leituras quando o assunto é a origem do macarrão.

Historiadores encontraram em um inventário de bens do soldado uma palavra descrita como “macaronis”, que derivada do verbo maccari significa achatar no dialeto da Sicília.

Não se pode esquecer dos chineses. Os relatos escritos mais antigos que se conhecem sobre o macarrão na China, datam da Dinastia Han (206 a.C – 220 d.C), o que sugere que o macarrão já fosse conhecido dos chineses a mais de dois mil anos atrás. 

Nomenclaturas

Na época, os chineses chamavam o macarrão de mei, mian, entre outras palavras. No Japão o macarrão é conhecido normalmente como men, udon, soba, embora haja outras palavras para se referir a alguns tipos específicos de macarrão e massas. 

Mas da maneira que os brasileiros conhecem, a palavra macarrão é de origem italiana.

Em países de língua inglesa vem se usando a palavra noodle, a qual advém do alemão nudel, usado também para se referir a macarrão de fios. 

Os espanhóis passaram a chamar o macarrão com o qual tiveram contato no sul da Itália, de fidelini (que significa fio), que tornou-se fideo.

Macarrão no Brasil

Aposto que você aguardava esse momento para saber como o macarrão chegou ao Brasil. 

É claro que veio na bagagem de italianos imigrantes a partir da década de 1870. A novidade estimulou a cultura do trigo, a construção de moinhos e a criação das primeiras fábricas de massas, contribuindo na economia e também na distribuição dos alimentos. 

Foi amor à primeira vista, ou diria, casamento na certa. Só para você ter uma ideia, o Brasil é o terceiro país que mais consome massas. Só fica atrás da Itália e dos EUA. E quem ousaria não provar uma deliciosa macarronada?

Aprimoramentos do macarrão

Com o tempo, as receitas foram mudando até chegarem ao estilo que conhecemos hoje. Dentre as alterações estão os temperos adicionados às massas. 

Mas o prato popular e que deu muito certo foi a mistura do macarrão com o tomate. Com certeza esse molho alterou a história do macarrão para sempre.

A primeira receita de molho de tomates para macarrão foi escrita em meados de 1839 por Ippolito Cavalcanti, duque de Buonvicino, o qual ofereceu uma receita para “vermicelli co le pommodor”. Trinta anos mais tarde, o “la Cuciniera Genovese” ofereceu receitas para purês, sopas, molhos diversos para carnes, galinha, vitela e também macarrão.

Diferentes tipos de massas

Independentemente de onde possa ter surgido essa maravilha, o macarrão pode ser servido de diferentes formas, como é o caso da lasanha. A lasanha é originária da Roma Antiga e, atualmente, utiliza-se a massa larga e achatada para fazer o prato que leva o seu nome: a lasanha. 

Já o tortellini, acredita-se que tenha sido inventado nas províncias de Bolonha e Modena.

O espaguete, a massa mais famosa do mundo, significa “pequenas cordas”. Há rumores de que possa ter surgido na Sicília, pois há registros de receitas feitas com ele por lá no ano de 1100.

O penne é um formato de macarrão mais recente em comparação aos outros: surgiu em 1865, criado pelo italiano Giovanni Battista Capurro. Ele fez uma máquina que cortava os tubos de massa em formas angulares. Essa invenção foi patenteada em março desse mesmo ano, tornando possível comprovar a data de criação do penne.

Ainda mais recente do que o penne, a massa do tipo cavatappi, popularmente conhecida como “macarrão em caracol” aqui no Brasil. 

O tonnarelli é um tipo de massa que até pode lembrar um pouco o espaguete, mas é mais achatado e largo, não tendo o formato cilíndrico. Ele é usado para fazer a clássica receita romana de cacio e pepe (queijo e pimenta). 

Curiosidades

Uma curiosidade muito legal dos últimos anos em que o mundo parou em razão da pandemia é que o macarrão foi um dos alimentos mais consumidos no isolamento.

Segundo a Abimapi (Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados) as exportações em 2020 alcançaram o número de US$ 196,3 milhões.

O crescimento em valor, no total, foi de 15% quando comparado com o fechamento de 2019 (US$ 171 milhões). Em volume, o aumento foi significativo (52%), somando 158 mil toneladas de produtos vendidos ao exterior.

Então, ficou com água na boca para degustar um delicioso macarrão? Opções que não faltam na hora de servir a mesa.

Para ficar ainda mais por dentro de dicas culinárias, baixe o Guia Muito Massa, o qual mostra combinações de diferentes tipos de macarrão e molhos que vão facilitar a sua vida no dia a dia.

Continue acessando nosso blog e assine nossa newsletter!